Na nossa região, as atividades de caráter científico destinadas ao grande público ainda são relativamente raras. Este ano apostámos em participar em algumas delas e a 5ª Noite dos Morcegos de Pombal foi a primeira.

O programa do evento parecia algo ambicioso: 4 horas de conferências durante a tarde mais uma saída de campo à noite. Haveria participantes para uma temática tão “particular” como são os morcegos? Parece que sim: ao longo da tarde a audiência foi aumentando e na hora da saída já havia algumas dezenas de participantes preparados para a caminhada.

As apresentações começaram com uma interessante introdução aos quirópteros pela Drª Sílvia Barreiro à qual se seguiu uma explicação sobre a importância dos abrigos maternidade exposta pela Drª Maria João Silva. A Doutora Maria João Pereira deu-nos a conhecer algumas interessantes facetas da imensa diversidade de espécies de morcegos tropicais e o Dr. Denis Medina alertou para a mortandade dos morcegos nas estradas. A tarde terminou com as palestras do Dr. Pedro Alves, acerca do Plano Nacional de Monitorização de Morcegos Cavernícolas e do Dr. Bruno Silva, sobre a ecolocalização.

Esta última apresentação deu o mote para a saída noturna, cujos objetivos eram ouvir os (ultra)sons e assistir à saída dos morcegos dos seus abrigos. O local escolhido foi o Canhão do Vale do Poio, que já conhecemos de outras aventuras mas a que gostamos sempre de regressar. Foi a primeira vez, porém, que o percorremos de noite…

[nggallery id=41]

Deixar uma resposta

Close Menu